Rogério Ceni – Conheça um pouco da trajetória do mito!

ANÚNCIO

Essa vai para os que lembram os grande momentos do nosso querido ‘mito’ Rogério Ceni, um dos melhores goleiros que o brasil teve. Ceni foi considerado um grande goleiro, quebrou recordes, com o tempo chegou até mesmo ser apelidado como ‘mito’ devido suas grandiosidades dentro do gol.

Rogério Mücke Ceni, mais conhecido apenas como Rogério Ceni, é um técnico e ex-futebolista brasileiro que atuava como goleiro, e atualmente comanda o Fortaleza.

Trajetória de Rogério Ceni

Revelado em 1990 pelo Sinop, do Mato Grosso, foi contratado no mesmo ano pelo São Paulo, equipe da qual foi titular de 1997 até 2015. Uma grande característica foi a lealdade ao clube que serviu por 25 anos ininterruptos! Sendo atualmente o jogador que mais vestiu a camisa de um mesmo clube na história do futebol mundial. Para ter uma noção, chegou a superar o Pelé, que vestiu a camisa do Santos em 1116 jogos.

Rogério possui inúmeros outros recordes expressivos, tal como o de maior goleiro artilheiro da história do futebol mundial com 132 gols! O jogador que mais vezes foi capitão de uma mesma equipe, sendo 982 jogos. Entretanto também o de jogador que mais venceu por um mesmo clube na história com mais de 601 vitórias. Ficou conhecido pela torcida são paulina como Mito (com variações como M1TO ou mesmo M1T000, referência aos mais de 1000 jogos pelo clube), um apelido criado pelo jornalista Vitor Birner em meados do ano 2000. Isso se deve ao fato de um reconhecimento pelo espírito profissional, raçudo e comprometido com o clube, apelido o qual, depois das grandes atuações e dos vários títulos importantes conquistado.

Aposentadoria do ‘mito’

No dia 5 de junho de 2015, Rogério Ceni prorrogou seu contrato com o São Paulo, desta vez o termo aditivo estendeu o contrato até 31 de dezembro de 2015, permitindo assim que ele disputasse mais uma vez o Campeonato Brasileiro e a Copa do Brasil. Porém esta foi a segunda vez que o atleta adiou sua aposentadoria. Mas Sua última partida oficial pelo São Paulo foi em 28 de outubro de 2015, na derrota para o Santos na Vila Belmiro por 3 a 1, pela Copa do Brasil.

ANÚNCIO

No dia 11 de dezembro do mesmo ano, Rogério fez sua despedida oficial dos gramados. Em jogo festivo no Estádio do Morumbi, foram reunidos alguns jogadores que foram campeões mundiais pelo São Paulo, que foram distribuídos em duas equipes: os campeões de 1992 e 1993 contra os campeões de 2005. O goleiro atuou pela equipe de 2005, convertendo um pênalti no final da partida. Ao final do jogo, Rogério agradeceu aos torcedores pelos 25 anos de São Paulo, e declarou: “Gostaria que, quando eu morresse, eu fosse cremado e as minhas cinzas fossem jogadas aqui no Morumbi, para que eu possa sempre lembrar do que aconteceu”.

Mas e ai, gostou? O que acha de um Artigo completo do nosso querido mito? Enfim, deixe nos comentários sua opinião e compartilhe com aquele seu amigo que é fã do mito.

Confira também:

ANÚNCIO

Thalisson Gabriel

Gosto muito de basquete e e-Sports em geral. Escrevo para o Ei Sports e também para outros sites pertencentes ao grupo SED.

Deixe um comentário

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo