As Bolas usadas em cada Copa do Mundo

Acompanhe a evolução das Bolas usadas da primeira até a última edição da Copa do Mundo.

A Copa do Mundo é um maiores eventos esportivos realizados, lado a lado com as Olimpíadas são extremamente aguardados, e acompanhados. A Copa do Mundo possui uma peculiaridade, nunca é usada a mesma bola em duas edições diferentes. Ou seja, cada edição possui uma bola única!

Acompanhar como as bolas usadas na Copa do Mundo evolui é uma boa oportunidade por exemplo para ver como o futebol em si se tornou mais tecnológico. As primeiras bolas usadas por exemplo, eram feitas de couro! Mais tarde a Adidas se tornou a responsável pela fabricação da Bola.

No inicio da competição, a bola não era assim como conhecemos, em todos os sentidos. Mas uma grande diferença, no que diz respeito a bola da Copa, para os dias de hoje é o fato de que nas primeiras edições, existia apenas o “modelo” da bola, elas não tinham um nome.

Copa de 1930 (Uruguai)

Modelo T - Uruguai
Modelo T (Imagem: Internet)

A primeira Copa do Mundo, teve duas bolas oficiais, uma chamada de Modelo-T e a Tiento, bolas de couro compostas por 12 peças. Enquanto que a Tiento era a bola dos argentinos que disputaram a final contra o Uruguai, a bola Modelo-T era a bola dos Anfitriões. Embora a olho nu parece-se exatamente a mesma bola, existiam ligeiras diferenças nelas.

O Modelo argentino era ligeiramente menor e mais leve que o Uruguaio. Por isso, teve uma briga na final da competição a respeito de qual bola seria usada na disputa, uma vez que nenhuma das seleções abria mão de usar a sua. Mas para não favorecer ninguém, ambas as bolas foram escolhidas, com a Tiento sendo usada no primeiro tempo, e a Modelo-T no segundo tempo.

A partida terminou em 4 x 2 para o Uruguai, que se saiu melhor fazendo 3 gols com sua bola, se consagrando o primeiro vencedor da história da Copa do Mundo!

Copa de 1934 (Itália)

Federale 102 - Bola da copa de 1930
Federale 102 (Imagem: Internet)

Quatro anos após a primeira edição da Copa do Mundo realizada no Uruguai, desta vez a copa foi realizada na Itália mas com uma nova bola, que ainda lembrava bastante a anterior. Ela também era feita de couro com 12 gomes, chamada de “Federale 102“.

Mantendo a tradição da primeira edição, a Itália além de sediar foi a grande vencedora da edição. Uma curiosidade a respeito dessa bola, é que nas quartas de finais, o italiano Raimundo Orsi fez um gol com a bola passando pelo goleiro fazendo uma curva que ele mesmo não conseguiu repetir o feito. Acredita-se que a bola tenha ficado oval durante a partida, uma vez que o gol tenha sido marcado nos acréscimos do segundo tempo.

Copa de 1938 (França)

Allen - Bola da Copa de 1938
Allen (Imagem: Internet)

Ainda muito parecida com todas as anteriores, a ultima bola utilizada nas Copas antes da paralisação em decorrência da Guerra era a “Allen“. Da mesma maneira que as anteriores, era feita de couro, contendo 12 gomos. Entretanto, ela era a mais escura em relação as anteriores, isso por causa do couro diferente usado em sua confecção.

A Itália foi o grande vencedor da Copa do Mundo de 38 na França, conseguindo então ser a primeira seleção a conquista o Bicampeonato.

Copa de 1950 (Brasil)

Duplo T - Bola da Copa do Brasil 1950
Duplo T (Imagem: Internet)

A primeira Copa Realizada após a paralização por causa da Segunda Guerra Mundial, a primeira realizada no Brasil, embora essa não tenha sido a grande estreia do Brasil como campeão. Nessa edição o Uruguai conseguiu o Bi, se igualando a marca da Itália.

Mas também se trata de uma edição importantíssima na história das bolas da Copa, afinal, a bola “Duplo T” foi considera inovadora, por ser a primeira a usar uma câmara inflável, com uma válvula para enchimento, e sem mostrar a costura na parte externa.

Copa de 1954 (Suíça)

Swiss EC Match Ball
Swiss EC Match Ball (Imagem: Internet)

Enquanto a bola da copa do Brasil de 1959 trouxe grandes mudanças para a bola como um todo, costura, a presença da câmara… A copa da Suíça foi a que mais trouxe mudança estética para a bola. Com um dos nomes mais “diferentes” entre todas as bolas, a Swiss EC Match Ball foi a primeira a não ter coloração marrom, e sim amarela com 18 gomos.

Swiss EC Match Ball é a primeira bola oficial da FIFA! O vencedor da Copa da Suíça foi a Alemanha Ocidental.

Copa de 1958 (Suécia)

Top Star Copa 1958
Top Star (Imagem: Internet)

Em 1958 foi a vez da “Top Star“, a bola oficial da Copa da Suécia escolhida pela FIFA entre mais de 100 bolas testadas. Retornando para a cor Marrom, enquanto sua antecessora tinha a coloração Amarela. Por mais que a cor seja diferente, ela mantinha os 18 gomos, e a costura em ziguezague. Esse estilo de costura permitia diminuir a tensão interna da bola.

Copa de 1962 (Chile)

Mr. Crack
Crack (Imagem: Internet)

Com a Copa do Mundo retornando para a América do Sul, desta vem com sede no Chile em 1962 foi a vez da bola chamada de Crack, que tinha o apelido de Mr. Crack. Essa bola fugia totalmente no padrão conhecido até então no futebol Europeu.

Entretanto, essa bola possuia uma série de problemas. Ela tinha uma coloração amarelada, mas exposta ao Sol perdia sua coloração muito rápido. Enquanto que na Chuva, ficava mais pesada, porque absorvia parte da água e ficava encharcada.

Copa de 1966 (Inglaterra)

Slazenger Challenge 4-Star - Bola da copa de 66
Slazenger Challenge 4-Star (Imagem: Internet)

Voltando para o continente Europeu, temos uma das bolas com o nome mais difícil entre todas as bolas da Copa. Chamada de: “Slazenger Challenge 4-Star”, a bola criada por Slazenger com 24 gomos, com uma aparência que lembra bastante as bolas de Vôlei. Ela era feita de Couro, e possuía uma cor marrom-avermelhada, muito próxima a um laranja.

Copa de 1970 (México)

Adidas Telstar (Imagem: Internet)
Adidas Telstar (Imagem: Internet)

Na Copa do México temos um dos modelos com mais história para contar. Ela é uma bola que tem um desenho mundialmente conhecido, no que diz respeito a bolas de futebol, desde pequeno quando você faz um desenho é a aparência dela que você replica. Além da aparência repleta de Hexágonos e Pentágonos, é a primeira a usar das cores Branco e Preto, o que facilitava na transmissão, que era preto e branca.

Chamada de “Telstar“, é a primeira bola das Copas do Mundo a ter um nome original. Não um “apelido”, ou um derivado do nome de seu(s) criador(es). A Telstar foi produzida pela Adidas.

Copa de 1974 (Alemanha)

Adidas Telstar Durlast
Adidas Telstar Durlast (Imagem: Internet)

Mantendo a escolha da edição anterior da Copa realizada no México, a bola da Copa da Alemanha em 1974 também possuía um nome próprio, chamada de “Telstar Durlast”. Mas não era só o nome que lembrava antecessora, também o seu desenho que era idêntico.

Por mais que na imagem ela pareça ser mais moderna, se trata literalmente da mesma bola, com alterações nas cores das escrituras.

Copa de 1978 (Argentina)

Adidas Tango Durlast - Bola da copa de 78
Adidas Tango Durlast (Imagem: Internet)

A bola usada na Copa da Argentina em 1978 recebeu o seu nome como uma homenagem a uma dança tradicional do país, ela se chamada “Tango“. Ela possuía 32 gomos, sendo 12 pentágonos e 20 hexágonos, a pintura preta da bola formava 12 círculos brancos.

O design dessa bola foi tão bem aceito e recebido, que se manteve por 5 Copas (20 anos!). Esse padrão da pintura formar círculos brancos na bola só seria alterado na Copa de 2002 realizada na Coreia do Sul e Japão.

Copa de 1982 (Espanha)

Adidas Tango Espana
Adidas Tango Espanã (Imagem: Internet)

No que diz respeito a aparência era literalmente a mesma bola da edição anterior, mas com alterações tanto na composição do seu revestimento quanto em seu nome (embora que no nome nem tanto). Ela era revestida por poliuretano e borracha, sendo ela então a primeira bola resistente a água. Seu nome era “Tango España“!

Copa de 1986 (México)

Adidas Azteca - Bola da Copa de 1986
Adidas Azteca (Imagem: Internet)

Voltando para a segunda edição da Copa realizada no México, essa é a vez da bola chamada “Azteca“, uma homenagem a civilização Asteca que vivia no território Mexicano, influenciando boa parte de sua cultura atual. Seguindo ainda o padrão da bola da Copa de 78, mas com as listras feitas de triângulos da arte Asteca. Essa foi a primeira bola da Copa do Mundo a ser feita de material Sintético.

Copa de 1990 (Itália)

Etrusco Unico
Etrusco Único (Imagem: Internet)

Ainda seguindo o modelo de design da bola “tango”, a bola da Copa na Itália em 1990 chamava “Etrusco Único“. Com uma homenagem a cultura Etrusca, ideia similar a da edição anterior com homenagens a cultura asteca. Além do nome, as homenagens também vinham no desenho da bola, onde estava estampada nas listras cabeças de leões, etruscos.

Sua composição a tornava um pouco mais leve e resistente a água, graças ao revestimento interno de poliuretano, e a camada de neoprene.

Copa de 1994 (Estados Unidos)

Adidas Questra
Adidas Questra (Imagem: Internet)

Usando ainda o padrão de círculos da Tango, mas sem referencias para uma cultura local especifica igual as anteriores. A bola usada na Copa de 1994, chamada “Questra” era uma abreviação de “the quest for the stars”, que traduzido ficaria algo como: Busca para as Estrelas.

Com esse nome, é claro que ela teria referencias as estrelas, portanto, o seus desenhos nas listras de Astros celestes! Essa bola possuia 3 versões diferentes, uma para a Europa, para os jogos Olímpicos de verão e para o Campeonato Espanhol.

Copa de 1998 (França)

Adidas Tricolore - Copa de 1998
Adidas Tricolore (Imagem: Internet)

A Bola da Copa do Mundo de 1998 realizada na França foi a primeira das bolas da Copa do Mundo a ser multicolorida, o que refletiu em seu nome, “Tricolore”. Sua aparência lembra muito a bola anterior, mas com a diferença de possuir nos triângulos as cores da bandeira da França (azul, branco e vermelho).

Copa de 2002 (Coreia do Sul / Japão)

Adidas Fevernova - Bola da copa de 2002
Adidas Fevernova (Imagem: Internet)

Abandonando totalmente o design adotado nas edições anteriores, a bola da Copa de 2002 traz um design bem diferente, mas que agradou muito os asiáticos. Chamada de “Fevernova“, abandonando os triângulos que formava círculos na bola, ela vinha com uma espécie de “Shuriken” de 3 pontas, com cores em Ouro e uma chama vermelha de fogo.

Copa de 2006 (Alemanha)

Adidas +Teamgeist Berlin - Copa de 2006
Adidas +Teamgeist Berlin (Imagem: Internet)

Com se trata da bola da Copa da Alemanha, é de se esperar que o nome seja no mínimo difícil para nós brasileiros falar. Chamada “+Teamgeist Berlin” em alemão, o que em português seria algo como “espírito de equipe”.

Ela possui um diferencial em relação as bolas anteriores, afinal diminuiu consideravelmente a quantidade de gomos, voltando para 14 painéis curvos. Além da sua aparência ela tinha como novidade o fato de ser totalmente impermeável, além de trazer impressa nela a data e o nome do estádio e países.

Copa de 2010 (África do Sul)

Adidas Jabulani - Bola da Copa de 2010
Adidas Jabulani (Imagem: Internet)

Agora acaba as bolas “desconhecidas” para a maioria das pessoas e entramos nas famosinhas, essa mesmo acredito que todo mundo deva conhecer o seu nome. Chamada de “Jabulani”, o que seria uma palavra para Festejar. Uma curiosidade a respeito dessa bola é a presença de 11 cores, o que simboliza os 11 jogadores de cada equipe em campo.

Ela tem 4 triângulos estampados que lembrando muito o estádio de Johannesburgo, estádio que sediou a final da copa de 2010.

Copa de 2014 (Brasil)

Adidas Brazuca - Copa do Brasil 2014
Adidas Brazuca (Imagem: Internet)

A nossa querida “Brazuca”, nome esse escolhido por nós brasileiro. Se trata da primeira bola a ter o seu nome escolhido pela população de um país. Uma série de nomes foram levados a votação, entre eles Bossa Nova, e Carnavalesca. Mas Brazuca, levou mais de 70% dos votos, então sendo o nome escolhido. Essa bola possui uma versão especial para a final, e entre as suas cores as bandeiras do Brasil.

Copa de 2018 (Rússia)

Adidas Telstar 18 - Bola da Copa da Rússia 2018
Adidas Telstar 18 (Imagem: Internet)

A ultima bola, ao menos até o momento que esse artigo foi escrito. A bola da copa da Rússia se chamava “Telstar 18” uma referencia ao nome da bola já listada acima, junto com o 18, ano da realização da Copa, uma homenagem as bolas de 1970 e 1974.

Uma curiosidade é que Telstar 18 é também o nome de um satélite de comunicações. A Adidas criou uma versão especial dessa bola para as Oitavas da competição, chamada de Telstar Мечта, Мечта significa “sonho”, ou “ambição”.

Leia também:

Matheus Henrique

Um amante de esportes e e-Sports. Além de escrever para o Ei Sports escrevo também para outros sites pertencentes ao grupo SED.

Deixe um comentário

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo