Globo pode voltar a transmitir Libertadores

A Rede Globo pode voltar a transmitir a libertadores. Emissora fecha acordo com a Conmebol, e volta a entrar na briga pelo direito de transmissão da competição.

A Globo e a Conmebol reincidiu o contrato que permitia a emissora de fazer a transmissão da Libertadores em 2020. Mas a emissora pode voltar a adquirir os direitos para fazer a transmissão. Ela vai competir com os demais canais pelos direitos.

Porque a Rede Globo só vai correr atrás agora dos direitos? Embora tenha reincidido o contrato em 2020, o processo envolvendo ele ainda não havia acabado. Mas a Conmebol anunciou em suas redes sociais nessa segunda-feira (25), que ambas chegaram a um acordo na justiça suíça para chegar o ao fim o processo. O processo foi movido pela Confederação Sul-Americana durante a pandemia devido a quebra de contrato.

O contrato anterior garantia a Globo a transmissão da copa libertadores de 2019, 2020, 2021 e 2022. De acordo com o estatuto da empresa, uma entidade que esteja movendo uma ação judicial contra ela, não poderia entrar na disputa dos direitos para transmitir a competição.

Com o processo chegando ao fim nessa semana, a Globo está apta a entrar na janela de negociações para a transmissão da libertadores de 2023 e 2026. Atualmente a transmissão por TV aberta da competição que é uma das principais do continente é feita pelo SBT. Enquanto que o grupo Disney tem os direitos nos canais fechados (Fox Esports e Espn). Enquanto que no facebook é feita pelo pay-per-view da conmebol.

Leia também:

O Processo

O processo movido pela Conmebol contra a Rede Globo devido a rescisão do contrato de transmissão da Copa Libertadores. A emissora se valeu de uma clausula do contrato, que permitia que ela rompesse o contrato, caso a competição fosse interrompida por “forças maiores”. O que a emissora interpretou como a pandemia do Covid.

Entretanto, a Conmebol por interpretar que essas “forças maiores” elas tinham que a transmissão seria pausada por causa dela… Ela entrou na justiça contra a emissora exigindo então a cobrança do valor restante dos 4 anos de transmissão. O valor chegava a um total de U$ 120 milhões.

Matheus Henrique

Um amante de esportes e e-Sports. Além de escrever para o Ei Sports escrevo também para outros sites pertencentes ao grupo SED.

Deixe um comentário

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo